MORRAM TODOS!!

sábado, 16 de outubro de 2010
Estou furiosa. Estou triste. Estou deprimida. Estou com vontade de bater em toda a gente. Só me apetece desaparecer.

Hoje vi um gato a ser atropelado pelo carro que seguia à minha frente.

Eu ia no lugar do pendura no carro da minha mãe. De repente vejo um gato preto a correr, não muito depressa, da berma esquerda em direcção à berma oposta da estrada. Pois que o carro da frente nem tenta travar, e passa com as rodas traseiras por cima do gato. Só vejo pêlo a voar e o gato a contorcer-se todo. Enterrei imediatamente a cara nas mãos e não quis mais olhar em frente.

O carro da frente seguiu, e deixámos de o ver. A minha mãe encostou à berma e a minha tia, que ia no banco de trás, saiu para ver se encontrava o gato. Aparentemente estava vivo, devia ter partido ou deslocado uma pata ou isso, só espero que não tenha sido nada na coluna, pela forma como se contorceu...

Eu fiquei onde estava com a cara nas mãos. Quando a minha tia voltou, disse que estavam umas pessoas numa carrinha a sair de dentro de uma propriedade ali mesmo ao pé. Também pararam para ver como estava o gato, e estavam a acusar-nos a nós de o termos atropelado!! Disseram que o gato pertencia a uma casa ali naquela berma, aparentemente aquela para onde o gato fugiu. Foram lá dentro ver como ele estava, porque ouvia-se o pobre gatinho aos berros, a gemer de dor... E, como soube que o gato tinha dono e estava entregue, a minha tia já estava a voltar para o carro. As pessoas da carrinha começaram logo a chamá-la de volta e a dizer que tinha de levar o gato ao hospital, porque tínhamos sido nós os culpados! Porque os verdadeiros culpados tinham fugido como se tivessem passado por cima de um monte de merda e não de um ser vivo!!

A minha tia lá repetiu que não tínhamos sido nós os culpados, e que parámos porque tivemos pena e queríamos ver em que estado estava o gato, porque se calhar se fosse vadio tínhamo-lo levado a um veterinário comparticipado por uma associação de apoio aos animais, mas se o gato tinha dono, e como não tínhamos sido nós os culpados, por muito tristes e por muita pena que tenhamos do gatinho, não podíamos ajudar. Estamos muito mal de finanças, e já para tratar e alimentar as nossas gatinhas é difícil.

De modos que, de lágrimas nos olhos e a tremer de nervos, lá fomos embora deixando o gatinho ao cuidado daquelas pessoas. Só espero que ele sobreviva.

E agora que já sabem da história, vamos às injúrias:

QUE MERDA DE GENTE É ESTA QUE ATROPELA UM SER VIVO E NEM PÁRA PARA VER QUAL FOI O ESTRAGO?!

QUE MERDA DE GENTE É ESTA QUE, VIVENDO MESMO À BEIRA DE UMA ESTRADA SUPER MOVIMENTADA, DEIXA UM ANIMAL DE ESTIMAÇÃO ANDAR SOLTO NA RUA SEM SUPERVISÃO?!

QUE MERDA DE PAÍS É ESTE EM QUE TER ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO É UM LUXO, E TODAS AS DESPESAS A ELES INERENTES NÃO SÃO MINIMAMENTE COMPARTICIPADAS PELO GOVERNO?!

QUE MERDA DE PAÍS É ESTE EM QUE OS ANIMAIS NÃO TÊM DIREITOS, POIS SÃO VISTOS COMO MERCADORIA?!

FILHOS DA PUTA DOS POLÍTICOS QUE NUNCA MAIS MUDAM A LEI!! OLHEM PARA O EXEMPLO DO REINO UNIDO, EM QUE OS ANIMAIS TÊM DIREITOS, SÃO BEM TRATADOS E AS SUAS DESPESAS SÃO COMPARTICIPADAS! TENHAM CORAÇÃO!!!

DETESTO ESTE PAÍS E AS PESSOAS QUE ACHAM QUE OS ANIMAIS NÃO MERECEM TER DIREITOS E SER BEM TRATADOS! A ESSAS PESSOAS EU DIGO: MORRAM TODOS!!

3 comentários:

  1. Sorcha disse...:

    'Tou contigo! A 100%! Há uns tempos, ia eu a caminho do hospital (até que ia a conduzir era o marido) numa das minhas 3 mil urgências obstétricas da gravidez vi, na berma da auto-estrada um cão... coberto de sangue, mas a tentar mexer-se... vivo! Obviamente alguém o atropelou. Como naquele momento tinha de escolher entre a gravidez e o cão, segui, mas combinei com o marido que de regresso iamos dar a volta na Auto-estrada e iamos levar o cão. Felizmente (assim penso) qd regressámos já alguém o tinha recolhido. Só espero que tenha sido alguém carinhoso que o tenha salvo e que ainda hoje o tenha e proteja! Porque este mundo está cheio de gente DE MERDA, sem coração, sem escrúpulos, sem compaixão!

  1. Kitty * disse...:

    Cambada de anormais. É por estas e por outras que entro em pânico de cada vez que vejo um animal perto de uma estrada... É que estes FDP nem param, ou param só para ver se têm o carro amassado... Pessoas que fazem isto não merecem viver.

  1. Poneka disse...:

    Infelizmente sei bem o que sentes porque, tal como tu, também já assisti a isso. Comigo não foi bem dessa forma mas o sentimento deve ter sido mais ou menos o mesmo. Ia no meu carro e de repente vejo algo a mexer-se, olho pelo espelho e vejo um gato a atravessar-se e o carro de trás a passar-lhe mesmo por cima. Sei que eles são demasiado rápidos e que nem sempre é possível evitar o atropelamento mas tal como os que descreves, estes também nem se preocuparam em parar para tentar auxiliar o gatinho. Eu encostei o meu carro e fui à procura dele enquanto aquelas bestas continuaram o seu percurso. Infelizmente (ou será felizmente??), o gatinho já se encontrava sem vida quando o encontrei, deitado atrás de um edifício. Não sofre mais crueldade nenhuma...
    Que descansem em paz todos os bichinhos que morrem injustamente e por causa de brutalidades. Que arda no inferno quem os fizer sofrer...